23 de jun de 2009

Solidão.


Solidão é uma parte, é uma fase.

Solidão se vem de dentro de repente.

Quando menos se espera, o amago recolhe.

Tristezas, ecoam.



Solidão não se faz, solidão se recebe

Companheira inseparavel do desprazer

Alegria que não se consite

Recebimento do nosso ser.



Solidão é fria, amarga

Se tem como gosto do Vazio

se tem como amiga do peito

Se tem como um corte

Uma ferida que nunca cicatriza.



Solidão tem muitas partes

Tem muitas fazes, pode ser eterna

Pode ser ingrata , Pode ser passageira

Solidão nao se adquire, se acolhe.



Solidao é o modo de ver

a mais ardida melodia

aos longos toques de um piano desafinado

è a grande estrela, a lisongiada.



Solidão é uma ponte

Liga ao ser mais intimo

coroe o peito

Arde em chamas todos meus desejos.



Solidão é uma pluma no ar

Voando sobre arvores frutiferas

dançando o belo som

Do soprar do vento.



Solidão é uma parte da vida

Solidão é toda uma morte

Mais o que jais em meu coração?



A mais simples das pinturas

Dos mais belos tons,

A jais a obra prima

Titulada Solidão....



Watson, Mr. momento poético do Blog... sem mais nada a dizer...


Um comentário:

  1. Lindo poema, lindo e verdadeiro. A solidão tem muitas faces e a gente sempre conhece alguma.Parabéns Mr Watson pelo belo texto.
    Eu também tenho um blog se quizer dar uma olhada bem vindo:
    www.momentos-diariovirtual.blogspot.com

    ResponderExcluir